• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> Empresa organizada é mais atrativa para investidores

Em evento promovido pela Fumsoft e pela Assespro-MG, palestrantes mostraram como negócios de TI devem provar que são interessantes para venture capital e private equity

Ter uma boa ideia de negócio na área de Tecnologia da Informação (TI) não basta para que um empreendedor atraia investimentos. É preciso provar o potencial de crescimento da empresa por meio de uma estrutura de governança corporativa. “Os fundos de venture capital ou private equity geralmente escolhem negócios com uma administração profissional, formalidade de contratos e uma cultura organizacional”, afirma o advogado Bernardo Portugal, diretor da Confrapar Participações e membro da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP).

Segundo ele, a organização do empreendimento vale tanto para grandes empresas quanto para startups que buscam atrair investimento. Portugal foi um dos palestrantes do Intercâmbio Empresarial promovido pela Fumsoft em parceria com a Assespro-MG nesta terça-feira, 4 de dezembro. No evento, ele mostrou quais pontos devem ser observados nessa preparação, desde a situação patrimonial, societária, contratual, fiscal e trabalhista, até informações pessoais dos sócios. “Quando a empresa tem esse ‘data room’ organizado, facilita e agiliza a análise por parte dos investidores”, aponta Portugal.

O evento realizado no auditório da Fumsoft também contou com a palestra do empresário Luiz Tângari, que empreende no mercado de TI há 13 anos e hoje se tornou um investidor. Ele falou sobre as fases de desenvolvimento de uma startup e ponderou que os fundos de investimento geralmente buscam empresas que já percorreram esse ciclo inicial e têm um produto bem formatado e escalável.

O último palestrante da noite foi o empresário José Luiz Carvalho, sócio da NetCom, empresa investida em março de 2011 pelo fundo HorizonTI, gerido pela Confrapar. Ele contou um pouco sobre esse processo e explicou como os recursos injetados ajudaram a alavancar a empresa. “O dinheiro é importante, mas o investimento vai muito além disso, implanta governança e uma administração por metas. Sem o aporte, eu teria um crescimento lento. Hoje estamos com uma fatia importante do mercado nacional”, atesta.

 

Confira as fotos do evento por aqui

Confira aqui o artigo “Sua empresa está preparada para atrair um investidor?”, escrito por Bernardo Portugal


Postado em: 05/12/2012