• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> Empresas conhecem passos estratégicos e jurídicos para atender o setor público

Dicas para melhorar a participação em concorrências públicas foram tema do Intercâmbio Empresarial de abril

Os requisitos para a participação de uma empresa de TI em um processo de prestação de serviços ou venda de produto para o setor público foram tema do último Intercâmbio Empresarial FUMSOFT, realizado no dia 29 de abril. Empresários e profissionais tiveram a oportunidade de entender melhor como funciona um processo de licitação e quais são os pontos que devem ser observados para garantir o sucesso da empresa na concorrência pública.

/wp-content/uploads/2011/05/fumsoft_palestra_ensina_empresas_a_vender_para_o_setor_publico.jpgAntes de se cadastrar para participar de uma licitação pública, as empresas precisam considerar uma série de informações. De acordo com a palestrante Flávia Guerra, se certificar de que o processo em que deseja concorrer está alinhado ao negócio da empresa é um dos pontos que devem receber uma atenção especial. Segundo ela, uma maneira prática de se informar sobre os editais em aberto é a contratação de uma empresa de avisos, que pode filtrar as oportunidades compatíveis com a área de atuação da empresa.

Outro ponto que deve ser observado para que a empresa entre em uma concorrência pública é a estrutura necessária para atender ao que foi proposto. É preciso verificar se a empresa possui capacidade interna de gestão para entregar o que foi solicitado na licitação pública, antes mesmo de se cadastrar no processo. “Uma pontuação mínima também precisa ser atingida para que a empresa participe da concorrência com mais segurança”, aponta Flávia, que é sócia da Caldeira Marketing e há mais de 20 anos atua na área administrativa com experiência em gestão de processos licitatórios.

Os aspectos jurídicos envolvidos na participação de uma empresa em um processo de licitação pública foram abordados pelo sócio da Melo Campos Advogados Associados, Thiago Seixas. Com experiência em consultoria jurídica em instituições da área de software, Thiago explicou aos profissionais quais são os passos legais para atender ao setor público. Os interessados em aprofundar os conhecimentos sobre o assunto poderão participar de um curso, que deve ser realizado ainda em maio na FUMSOFT.

Acesse aqui as fotos desse evento na galeria da FUMSOFT no Flickr.


Postado em: 05/05/2011