• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> Empresas de TI têm incentivos para iniciar internacionalização

Apoio para participação em missões e feiras internacionais é uma das vantagens oferecidas às empresas mineiras de TI

Começar a exportar é um grande desafio para as empresas de Tecnologia da Informação (TI), mas uma série de incentivos pode ajudá-las a vencer obstáculos e iniciar o processo de internacionalização. Subsídios para participação em missões empresariais e feiras internacionais, capacitações em comércio exterior e linhas de financiamento são algumas formas de apoio que estão disponíveis para estimular a exportação do software mineiro.

O programa de internacionalização competitiva coordenado pela Associação para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) apoia a promoção comercial de empresas brasileiras no exterior. As organizações oferecem subsídios para que grupos de empresas viajem para participar de rodadas de negócio ou de eventos internacionais.

Uma das ações do programa levou em março 17 empresas brasileiras para Hannover, na Alemanha, para participar da CeBIT 2013, feira internacional de TI e telecomunicações. Minas Gerais foi representada pelas empresas Eteg e Sigga, que integraram o pavilhão Brasil IT+, representante do software brasileiro na feira. “Discutimos como poderíamos vender nossos serviços na Europa e avaliar os pontos fortes e fracos dessa possibilidade”, ressaltou o diretor de Óleo e Gás da Eteg, Sérgio Luiz Paiva, que esteve presente na CeBIT 2013.

O diretor executivo da empresa, Rodrigo Moreira, acredita que participar de missões ou feiras em outros países é importante para ampliar o networking internacional. “O desafio para começar a atuar em mercados estrangeiros é conhecer as pessoas certas, que podem se tornar bons parceiros ou distribuidores”, ressalta.

A Fumsoft promove ações de internacionalização com apoio da Softex e organizou três missões empresariais em 2012. A entidade mineira ainda oferece capacitações em comércio exterior, para que as empresas se preparem para iniciar exportações. Em julho deste ano, está previsto um treinamento abordando o novo sistema Siscoserv, que irá regulamentar importações e exportações no Brasil.

Para estimular a formação de parcerias e a geração de negócios internacionais, são realizadas as missões do Projeto Comprador, que traz a Minas Gerais grupos de empresas interessadas em conhecer o que o mercado de TI local tem a oferecer. A próxima ação está planejada para acontecer no período da Copa das Confederações.

Linhas de financiamento do BNDES e do BDMG e o Projeto Primeira Exportação, coordenado pelo Exportaminas, ainda oferecem crédito e consultoria para empresas que têm interesse em se internacionalizar. Mais informações em internacional@fumsoft.org.br.

fumsoft_internacionalizacao_participacao_cebit_2013_feiras_incentivos_corpo_site

Empresas brasileiras de TI integraram o pavilhão Brasil IT+ na feira CeBIT 2013, em março, na Alemanha


Postado em: 03/04/2013