• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> Empresas incubadas conhecem funcionamento de capital empreendedor

Em workshop realizado na FUMSOFT, empreendedores simulam apresentação a um fundo de investimento

Pequenas e médias empresas que precisam de incentivo financeiro para iniciar ou melhorar seu desenvolvimento podem conseguir recursos através de fundos de investimento. De olho nessa possibilidade de expansão para as empresas nascentes, a Insoft-BH, incubadora da FUMSOFT, organizou no último dia 13 de abril, um workshop em que os empresários tiveram a oportunidade de conhecer melhor como funciona o capital empreendedor no Brasil e no mundo. Em uma próxima etapa, a realizar-se no dia 4 de maio, os empreendedores terão a oportunidade de simular a apresentação de uma proposta e receber análise crítica de especialistas.

Saber como, quando e onde buscar recursos financeiros para alavancar um negócio pode não ser uma tarefa tão simples. Para ajudar os empresários incubados a trilhar esse caminho, profissionais da Cofrapar, empresa especializada em Venture Capital para o setor de TIC, explicaram como funciona esse recurso no Brasil. Os consultores Túlio Notini e Hassan Lavar apresentaram dicas importantes sobre as etapas que as empresas precisam passar para conseguir o investimento que financia as primeiras expansões do negócio.

Nesta primeira etapa do workshop, os empresários puderam também entender melhor a legislação e as cláusulas que regem os investimentos. A apresentação desses aspectos jurídicos foi realizada por Flávio Vidigal e Pedro Rodrigues, representantes da Portugal Vilela Behrens, empresa que atua em direito de negócios. Além dessas explicações, os empreendedores também ouviram o depoimento de um empresário que recebeu recursos de venture capital. Leonardo Florêncio, sócio da ePrimeCare, especializada em gestão de cuidados em saúde, contou sua experiência com fundos de investimento e como os recursos ajudaram sua empresa.

Com as informações adquiridas, os empresários incubados participarão da segunda etapa do workshop. Os empreendedores irão elaborar uma apresentação de proposta de acordo com a metodologia da Confrapar, semelhante à usada por diversos fundos de investimento. Será realizada uma simulação como se os participantes estivessem em uma seleção interna. Com essa apresentação, as empresas receberão análises críticas e sugestões de melhorias relacionadas ao seu desempenho.

Para a coordenadora de Empreendedorismo da FUMSOFT, Daisy Melo, o workshop foi fundamental no sentido de orientar as empresas sobre como se apresentar a um fundo de investimento. “Acredito que com esse workshop, as empresas terão melhores condições de participar de uma seleção e se apresentar junto a investidores”, ressalta.

Acesse aqui as fotos desse evento na galeria da FUMSOFT no Flickr.


Postado em: 19/04/2011