• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> Expansão de mercado está na agenda das empresas de TI em 2012

Capacitação para a gestão de negócios ajuda empresas a se prepararem para ganhar outros mercados

A indústria brasileira de Software e Serviços de Tecnologia da Informação (TI) crescerá acima do Produto Interno Bruto (PIB) até 2016, segundo dados do Observatório Softex. A expectativa é de que o setor cresça em torno de 7,7% ao ano, enquanto o PIB crescerá por volta de 4,5%. Para que as empresas mineiras consigam acompanhar esse crescimento, expandindo seu mercado de atuação, a FUMSOFT vem promovendo cursos voltados para a gestão de negócios.

No ano de 2011, uma das iniciativas foi o Ciclo de Capacitação em Gestão de Negócios. Com apoio da Softex, do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Governo de Minas, por meio da Central Exportaminas, foram realizados nove cursos de curta duração. A abordagem dos treinamentos, que englobaram desde a estruturação de um modelo de negócios até a participação em eventos internacionais, já está presente no planejamento das empresas participantes para este ano que se inicia.

Com os conhecimentos adquiridos no Ciclo de Capacitação, a empresa Nacional Soft está elaborando um plano de negócios. “Nosso foco ao participar dos cursos foi encontrar um mercado de atuação favorável. A partir dos questionamentos levantados, estamos nos reestruturando de maneira mais focada”, afirma o diretor da empresa, Anderson Matos. Como já existem soluções desenvolvidas, a empresa precisa compatibilizar seus negócios com um mercado alvo. “Estamos identificando no planejamento possíveis áreas para expandir a atuação. A expectativa é duplicar nosso faturamento até o final de 2013”, considera.

Também para expandir o mercado em âmbito nacional, a empresa VFM Tecnologia está aplicando os conhecimentos do Ciclo de Capacitação. “Embora não tenhamos a intenção de exportar por agora, o curso nos deu abertura para expandir nosso mercado. Afinal, exportar pode ser para São Paulo, no nosso caso. Agora estamos fazendo nosso planejamento com base em algumas diretrizes dos cursos, como modelo de negócios e estratégia operacional em investimentos”, afirma Valéria Fernandes, sócia da empresa.

Para a empresa Eteg, o curso foi importante na preparação com vistas a expandir seus negócios também no mercado internacional. Segundo o sócio da empresa, Rodrigo Moreira, a empresa teve uma oportunidade para exportar no decorrer do Ciclo de Capacitação. “Fiz os cursos mais direcionados à internacionalização para entender melhor as oportunidades no exterior e lidar com elas com mais maturidade”, explica. Para ele, o fato de os instrutores terem experiências no mercado internacional, foi um aspecto interessante dos cursos.

Com o objetivo de apoiar as empresas nessa preparação para ganhar novos mercados, outros cursos estão no planejamento da FUMSOFT para 2012. “Acreditamos que a capacitação das empresas é fundamental para o crescimento sustentável do setor de TI”, afirma o presidente da instituição, Thiago Maia. Segundo ele, essas iniciativas estão alinhadas à nova visão da entidade, que se voltará ainda mais para a promoção do desenvolvimento das empresas de TI.


Postado em: 04/01/2012