• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> Governo Federal investirá R$ 40 milhões em aceleração de startups

Minas Gerais quer abrigar uma das aceleradoras do Programa Start-Up Brasil, conjunto de ações para apoiar empresas nascentes de TI

Com o objetivo de incentivar o empreendedorismo de base tecnológica no país e apoiar o desenvolvimento de empresas nascentes de software e serviços de Tecnologia da Informação (TI), o Governo Federal lançou o Programa Start-Up Brasil. A iniciativa contará com recursos da ordem de R$ 40 milhões para promover um conjunto de ações coordenadas de incentivo ao crescimento das startups, por meio de aceleradoras credenciadas. Minas Gerais já encaminhou sua candidatura para sediar uma dessas aceleradoras e envolver as startups mineiras no programa nacional.

A primeira edição do Start-Up Brasil acontecerá no biênio 2013-2014 e tem como meta apoiar 150 startups até o fim do próximo ano. A seleção das aceleradoras participantes já está em andamento e, em seguida, inicia-se o processo seletivo para escolha das startups nacionais e internacionais que participarão do programa. O edital para as empresas está previsto para ser divulgado no início de abril.

Em junho deste ano, inicia-se a terceira fase: o processo de aceleração das empresas selecionadas, que terá duração de seis meses a um ano. O apoio às startups participantes será promovido por uma série de ações, que envolvem contato com mentores e investidores; financiamento a projetos inovadores de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D); consultoria tecnológica e de mercado; parcerias com universidades; institutos de pesquisa e incubadoras; contatos junto a grandes companhias nacionais e internacionais e facilidades de acesso ao mercado. Outras duas edições do Start-Up Brasil estão previstas para os biênios 2014-2015 e 2015-2016, englobando mais aceleradoras e mais startups.

Minas Gerais pleiteia uma das aceleradoras do Start-Up Brasil, por meio de um programa intitulado Acelera-MG. A proposta é acelerar startups que visam fornecer soluções para setores chave da economia mineira: Mineração, Saúde, Energia, Logística e Telecomunicações. Elas terão apoio na obtenção de capital para desenvolver e iniciar o negócio, na capacitação da equipe em gestão empresarial e na inserção da empresa no mercado.

O Acelera-MG foi elaborado conjuntamente pelas quatro entidades representativas do setor de TI no Estado – Assespro-MG, Fumsoft, Sindinfor e Sucesu-MG – com envolvimento direto do Governo do Estado e da Prefeitura de Belo Horizonte e conta com uma ampla rede de apoiadores e parceiros, que contribuirão no processo de aceleração das startups mineiras. Essa iniciativa faz parte do Programa MGTI 2022, conjunto de ações que visa tornar Minas Gerais uma referência nacional em TI num período de dez anos.


Postado em: 14/02/2013