• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> Mais seis empresas mineiras conseguem certificação MPS.BR

Do sétimo grupo organizado pela FUMSOFT, três empresas foram aprovadas na primeira etapa de avaliação, sendo uma no nível F, algo inédito no Brasil

O sétimo grupo (G7) de empresas que pleiteiam a certificação MPS.BR (Melhoria de Processos do Software Brasileiro) está na reta final do trabalho para melhoria dos processos de qualidade de software. Entre as 11 empresas que participam do grupo, seis já passaram pelo processo de avaliação, que é dividido em duas etapas. Três empresas tiveram seus processos aprovados já durante a etapa inicial de avaliação, sem precisar passar pela fase posterior. Com esses dados, a FUMSOFT completa quatro empresas certificadas na avaliação inicial. Apenas cinco empresas em todo Brasil conseguiram se certificar dessa forma até o momento.

Mais seis empresas mineiras conseguem certificação MPS.BR

Equipe da empresa Courart, de Barbacena, que foi aprovada durante avaliação inicial para certificação MPS.BR em nível F

As empresas Otimiza, Sisloc e Courart tiveram seus esforços para organizar os processos de qualidade de software aprovados na avaliação inicial para certificação MPS.BR. As duas primeiras empresas se certificaram no nível G, que é o primeiro passo para certificação que vai até o nível A. Já a Courart conseguiu a certificação no nível F, sem precisar passar pelo processo completo de avaliação, um feito inédito no Brasil. Além dessas três empresas, a Adok, que participou do sexto grupo de empresas (G6), também conseguiu a certificação em nível G ainda na avaliação inicial.

Alcançar a certificação na primeira etapa de avaliação significa que os processos de qualidade de software da empresa se encontram tão bem estruturados que não é necessário passar pela etapa posterior. “O fato de a FUMSOFT ter implementado o MPS.BR em quatro das únicas cinco empresas que conseguiram a certificação na avaliação inicial no Brasil mostra que o trabalho está sendo cuidadosamente planejado e realizado. Esse número demonstra que a preparação dessas empresas para certificação está sendo bem feita”, aponta o coordenador de Qualidade de Software da FUMSOFT, Carlos Barbieri. Em todo país, cerca de 200 empresas já conseguiram a certificação MPS.BR.

As empresas Nefrodata, Group Software e ATS Informática já passaram pela avaliação final e serão certificadas, sendo as duas primeiras em nível G e a última no nível F. Já as empresas Sydle, Processa, Mitah, Eteg Internet e Sigga serão avaliadas ainda este ano. Com apoio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sectes) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), as empresas receberam um aporte de 50% do valor total da certificação. O término das avaliações do G7 está previsto para dezembro. Clique aqui e veja todas as empresas certificadas pela FUMSOFT com o modelo MPS.BR.


Postado em: 22/09/2011