• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> BH TI 2022


Qual é o desafio?

O projeto MGTI 2022 tem o desafio de fazer de Belo Horizonte o maior PIB relativo de TI do Brasil em 2022.

Os resultados abrangem:
– Aumento da competitividade (padrão internacional) das empresas.
– Atração de empresas de outros estados e países.
– Desenvolvimento das empresas locais.
– Geração de postos de trabalho mais qualificados.
– Geração de tecnologias inovadoras.
– Incremento da arrecadação de impostos.
– Contribuição para melhoria do IDH de Belo Horizonte e região metropolitana.
 
Onde estamos atualmente?
– Brasil é o 8º mercado de TI no mundo.
– US$ 85,09 bilhões em faturamento.
– Setor de TI representa 4% do PIB brasileiro.
– US$ 2,39 bilhões em exportações.
– 4º país do mundo em usuários da internet: 75,982 milhões.
– 5º país em número de telefones celulares: 173,959 milhões.
– 4º país em número de computadores pessoais: 60 milhões.
 
Como está o setor de TI em Minas Gerais?
– 5000 empresas
– 7,6% do total de empresas do Brasil
– R$ 2,3 bilhões de faturamento anual
– 1300 profissionais formados por ano

 

Como está o setor de TI na RMBH?

– 3500 empresas (70% do total de MG)
– 10 mil profissionais empregados
– R$ 1,6 bilhão de faturamento anual
– R$ 30 milhões em impostos gerados por ano (aliquota média de ISS de 2%)
– 1,6% do PIB
– 18 faculdades com cursos na área

O que já fizemos?

> Projeto Estruturador do APL Software de Minas Gerais:

– Planejamento Estratégico do APL
– Capacitação das empresas (MPS.BR)
– Capacitação dos empresários
– Bureau de Inteligência
– Plano de Comunicação e Marketing
– Programa de Internacionalização
– Centro de Inovação Empresarial

> Fortalecimento do Ceinfor como voz unificada do setor.

> Discussão e concepção básica do Projeto BH TI 2022.

> Apresentação da concepção e obtenção de suporte ao projeto junto às seguintes instituições:

– Câmara Municipal de Belo Horizonte
– Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL)
– Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg)
– Fundação Dom Cabral (FDC)
– Governo do Estado de Minas Gerais
– Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação / Secretaria de Política de Informática (Sepin)
– Ministério de Indústria e Comércio Exterior
– Prefeitura de Belo Horizonte / Secretarias de Planejamento e de Desenvolvimento Econômico

O que precisamos fazer?

Ações em quatro eixos:

Capacitação

– Capacitação gerencial das empresas
– Formação de Recursos Humanos

Geração de Negócios

– Empreendedorismo
– Consórcio de empresas
– Consolidação de empresas
– Internacionalização
– Poder de compra dos governos
– Centro de Inovação Empresarial

Adequação do Ambiente Regulatório

– Criação de um Ambiente Regulatório adequado, desenhado em função das melhores práticas observadas em processo de benchmarking com cidades brasileiras e do exterior.

Criação do Polo Empresarial de TI

– Criação de um ambiente físico e virtual, baseado no conceito de nuvem (cloud computing), como suporte e marca referencial do BH TI 2022.

Próximos passos:

– Detalhamento do projeto para consolidação das ações (Fundação Dom Cabral)

– Estabelecimento de alianças e parcerias com os poderes públicos (Federal, Estadual e Municipal), setor acadêmico e entidades de classe, fomento e apoio nacionais e internacionais.

– Continuidade do desenvolvimento do projeto.