• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> Palestra aborda aprimoramento no processo de aquisição de software

Modelo MPS.BR define padrões para evitar compras de software mal sucedidas

A importância da elaboração de um planejamento para aquisição de software e serviços correlatos foi o assunto abordado durante palestra na FUMSOFT, no dia 8 de outubro. Na ocasião, o gerente da fábrica de software da Prodemge e consultor de aquisição certificado MPS.BR, Welington Monteiro, explicou como as empresas públicas e privadas devem se organizar para evitar compras mal sucedidas.

Palestra aborda aprimoramento no processo de aquisição de software

Welington Monteiro e Carlos Barbieri em palestra sobre aquisição de software

“Adquirir software é diferente de comprar uma caneta”. Foi com base nessa frase que o palestrante iniciou a abordagem das especificidades de um processo de aquisição. “A contratação de software e serviços de TI envolve questões complexas, que dizem respeito à identificação dos requisitos necessários, à garantia da qualidade dos resultados, às transferências de conhecimentos, à legislação pertinente, dentre outros pontos”, explicou Monteiro. Segundo ele, o processo de aquisição envolve também questões sobre o relacionamento entre clientes e fornecedores.

Uma aquisição de software mal sucedida pode trazer danos como custo maior que o previsto, não-atendimento às necessidades e excesso de retrabalho. Para evitar que as empresas passem por esses problemas, o modelo MPS.BR (Melhoria de Processo do Software Brasileiro) define padrões para aquisição de software. De acordo com Monteiro, o modelo contempla a preparação da aquisição, a seleção do fornecedor, a monitoração do contrato e a aceitação pelo cliente.

O crescimento da capacidade produtiva, a evolução no processo de desenvolvimento de software e o aprimoramento na relação cliente-fornecedor são alguns benefícios que o modelo MPS.BR pode trazer às empresas. Para Monteiro, o processo de aquisição deve ter foco nas necessidades do cliente. “O propósito é oferecer mecanismos para obtenção de softwares e serviços de TI que satisfaçam às necessidades do negócio da organização contratante, de forma alinhada à sua estratégia”, afirmou.

Segundo o coordenador de Qualidade de Software da FUMSOFT, Carlos Barbieri, a qualificação das empresas compradoras começa agora a ganhar força no Brasil com o modelo MPS.BR. “Com essa palestra, estamos contribuindo para que esse movimento se amplie e Minas não fique para trás”, ponderou. A FUMSOFT é a única instituição credenciada pela Softex como implementadora da certificação no estado. Empresas interessadas podem procurar a entidade para saber mais sobre o modelo MPS.BR de aquisição de software pelo e-mail qualidade@fumsoft.org.br ou pelo telefone (31) 3287-9164.


Postado em: 11/10/2011