• Cadastre-se para receber o informativo FUMSOFT News:

 
 

> Recursos para empresas de Software investirem em qualidade

Softex apoiará organizações brasileiras do setor na implementação do MPS.BR, que em Minas Gerais já foi adotado por 54 empresas com ajuda da FUMSOFT

As empresas brasileiras de Software terão em 2012 o apoio da Softex com recursos para investir em qualidade. A entidade manterá o financiamento de projetos de implementação do Modelo de Melhoria de Processo do Software Brasileiro (MPS.BR), que hoje é a referência nacional para empresas dessa área. A continuidade do subsídio foi divulgada durante a sétima edição do Workshop Anual do MPS (Wamps 2011), realizado no fim de outubro em Campinas. Em Minas Gerais, as empresas contaram, nos últimos três anos, com um subsídio de R$ 1,4 milhão do Governo do Estado, por meio da Fapemig.

Recursos para empresas de Software investirem em qualidade

Carlos Barbieri durante apresentação no Wamps 2011

O coordenador de Qualidade de Software da FUMSOFT, Carlos Barbieri, esteve presente no evento e afirma que o movimento ganha força a cada ano. “Há um consenso, tanto dos governos, quanto do setor produtivo, de que é preciso investir em qualidade para competir no mercado”, aponta. O sucesso do programa é atestado pela taxa de 92% de satisfação entre as empresas que adotaram o MPS.BR entre 2008 e 2010. Segundo a pesquisa iMPS 2010, conduzida pela Softex, essas empresas registraram expressivos aumentos de faturamento e também do número de clientes.

Até o fim de 2011, Minas Gerais terá 54 certificações das 309 registradas em todo o Brasil. No estado, a FUMSOFT é a instituição credenciada para organizar os grupos de empresas e implementar o MPS.BR. O oitavo grupo teve início em fevereiro deste ano, com 17 organizações. Todas elas contaram com um subsídio de 50% do valor da certificação. O nono grupo começará em 2012. “Já temos cerca de 20 empresas interessadas. Elas vêm percebendo os benefícios do modelo para sua organização e o mercado também tem exigido esse atestado”, explica.

No encontro em Campinas, a representante da Secretaria de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Diva da Silva Marinho, enfatizou a expansão internacional do MPS.BR. “O apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento atesta a seriedade dessa iniciativa”, comentou. Neste ano, já foram realizados treinamentos no Peru, Colômbia e México. O vice-presidente executivo da Softex, Arnaldo Bacha, também destacou a importância da qualidade para o setor de Software, que continua crescendo acima da média dos outros segmentos, apesar das dificuldades vividas pela economia mundial.


Postado em: 03/11/2011